" Sigo em frente, pra frente eu vou
sigo enfrentando as ondas onde muita gente naufragou ..."



terça-feira, 30 de setembro de 2014

Datafolha: Dilma, 40%; Marina, 25%; Aécio, 20%









Por Cláudio Santos

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
Dilma Rousseff (PT): 40%
Marina Silva (PSB): 25%
Aécio Neves (PSDB): 20%
Pastor Everaldo (PSC): 1%
Luciana Genro (PSOL): 1%
Eduardo Jorge (PV): 0%*
Zé Maria (PSTU): 0%*
Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
Eymael (PSDC): 0%*
Levy Fidelix (PRTB): 0%*
Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 5%
* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26, Dilma tinha 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal 'Folha de S.Paulo'.
Segundo turno
O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 49% das intenções de voto e a do PSB, 41%. Na semana passada, Dilma tinha 47% e Marina, 43%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 41% (50% a 39% na semana anterior).
Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.
Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff : 35%
- Marina Silva: 20%
- Aécio Neves: 16%
- Outras respostas: 3%
- Em branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 22%

Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os números:

- Dilma Rousseff: 31%
- Marina Silva: 25%
- Aécio Neves: 23%
- Pastor Everaldo: 22%
- Levy Fidelix: 20%
- Zé Maria: 18%
- Eymael: 18%
- Luciana Genro: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Eduardo Jorge: 15%
- Mauro Iasi: 14%


Do Magno Martins

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Armando Monteiro está a dois ponto segundo Vox Populi


Por Cláudio santos
Uma nova pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi sobre a disputa pelo Governo do Estado aponta empate técnico entre os candidatos Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB). O socialista aparece com 40% das intenções de votos, enquanto o petebista tem 38%. A margem de erro do levantamento é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos. O terceiro melhor colocado é Jair Pedro (PSTU), com 1%, enquanto os demais postulantes não alcançaram 1%. Os votos em branco e nulos representam 9% e os eleitores indecisos são 12%.
Os pesquisadores foram a campo entre os dias 20 e 23 deste mês e ouviram mil eleitores de 56 municípios pernambucanos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 00030/2014.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Armando comemora pesquisa e acredita na virada


Por Cláudio Santos
O candidato do PTB ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro, analisou os números de mais uma rodada de pesquisa Ibope para o governo do Estado. Os números mostram que ele cresceu três pontos, acima da margem de erro, enquanto seu adversário, Paulo Câmara, ficou com 39%.
“A pesquisa corresponde ao que estamos vendo nas ruas, o que percebemos nas ruas: um grande crescimento da candidatura. O Ibope, com sua tradição metodológica, está indicando aquilo que a gente está sentindo nas ruas”, comentou Armando Monteiro.

Pedofilia: Vaticano manda prender figurão da igreja católica










Por Cláudio Santos

CIDADE DO VATICANO – O Vaticano anunciou nesta terça-feira a prisão de Jozef Wesolowoski, ex-arcebispo acusado de pagar para fazer sexo com crianças quando servia como embaixador papal na República Dominicana. É o primeiro caso de prisão por pedofilia na cidade-estado sede da Igreja Católica.
Em comunicado, o Vaticano informa que o polonês Wesolowski foi deposto por um tribunal em junho e colocado em prisão domiciliar, à espera de um julgamento criminal. Aos 66 anos, o ex-arcebispo é a mais figura mais proeminente da Igreja a ser preso desde Paolo Gabriele, mordomo papal condenado em 2012 por roubo e vazamento de documentos privados do papa emérito Bento XVI.

Ao contrário de Gabriele, Wesolowaski não está detido na prisão do Vaticano, que se resume a alguns quartos anexos ao tribunal local, mas em prisão domiciliar em um apartamento, por motivos médicos.

Wesolowski retornou ao Vaticano no ano passado, enquanto ainda servia como diplomata em Santo Domingo. Ele foi dispensado de suas funções após a imprensa dominicana divulgar casos de pedofilia. O ex-arcebispo vivia livremente em Roma, mas as vítimas de abuso pediram por sua prisão, temendo que ele pudesse fugir.

O ex-arcebispo pode ser condenado a até 12 anos de prisão no primeiro julgamento a ser realizado dentro da Cidade do Vaticano por abuso sexual. Wesolowski também está sendo investigado na República Dominicana pelas acusações de que meninos foram pagos para realizar atos sexuais. Ele serviu na República Dominicana como núncio, ou embaixador, mas já possui imunidade diplomática.

O Vaticano disse que a prisão refletiu os desejos do Papa Francisco "que um caso grave e delicado como tal deve ser tratado sem demora, com a justiça e o rigor necessários".

Francisco, o primeiro papa não-europeu em 1.300 anos, prometeu tolerância zero contra os clérigos católicos que abusam sexualmente de crianças. Em maio, ele chamou tais abusos como "crimes horríveis" e os comparou a "uma missa satânica". Em julho, disse a vítimas que a Igreja deve "chorar e fazer reparação" pelos crimes.

Fonte: O Globo

Rmário Dias alerta que a comoção passou













Por Claudio Santos

Dilma, Armando e João Paulo vão vencer a eleição em Pernambuco”. A previsão é do candidato a deputado estadual Romário Dias, animado com os números das últimas pesquisas divulgadas com relação às eleições de presidente da República, governador e senador.

Na avaliação do petebista o fator emocional, que impulsionou as candidaturas de Marina e Paulo Câmara, se esgotou e o eleitorado está fazendo uma reflexão e decidindo votar em quem passa mais segurança. “Naturalmente quem examina o processo político com a razão está convencido de que Armando é mais experiente e mais preparado para governar Pernambuco”, comentou Romário.

Da mesma forma ele está convencido de que Dilma é melhor para o Brasil, uma vez que Marina Silva tem demonstrado muita insegurança em diversas questões que preocupam o brasileiro. “O eleitor teme pelo futuro de programas como o bolsa família, o Pronatec, o Mais Médicos e outros que têm ajudado à população”, frisou o ex-conselheiro do Tribunal de Contas.

“Lula e Dilma criaram todos esses programas sociais, trouxeram universidades e escolas técnicas para o interior, o governo está já na fase final da obra de transposição do Rio São Francisco e tudo isso está pesando na campanha, porque apesar dos problemas que existem o brasileiro se dá conta dos ganhos que teve na gestão desses dois presidentes”, completou Romário Dias.

O candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa frisa que os aliados de Lula e Dilma em Pernambuco são Armando Monteiro e João Paulo, afinados com a política social que tem beneficiado milhões de brasileiros. “Por onde andamos percebemos que o povo escolheu o lado da coerência e vai votar em quem fez. Por isso acredito na vitória dos nossos candidatos”, ressaltou.

Para Romário Dias, há sinais de desespero na campanha do PSB, que aposta na lembrança de Eduardo Campos para tentar eleger Marina e Paulo Câmara. “Eles não percebem que a comoção passou e estão esticando o uso da imagem de Eduardo. Inclusive agora com participação da viúva e dos filhos. Tudo isso é lamentável porque o ex-governador deve descansar em paz e não ser instrumentalizado politicamente depois de morto naquele acidente lamentável”, finalizou.

O candidato esteve recentemente no Agreste Meridional, visitando diversos municípios da região, dentre eles Garanhuns, Correntes e Capoeiras. Neste último participou de um comício na zona rural e ficou satisfeito com o grande número de pessoas presentes.

Fonte: Roberto Almeida

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Dezoito novos candidatos disputam uma vaga na Câmara Federal com possibilidades concretas de vencer a eleição

Por Claudio Santos
Dados preliminares do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) preveem uma renovação de 50% na Câmara Federal a partir de 2015. Em Pernambuco, entretanto, esse percentual poderá ser ainda maior por duas razões. Primeira, a não candidatura à reeleição de Ana Arraes, João Paulo, Paulo Rubem, Raul Henry, Inocêncio Oliveira, Maurício Rands e José Chaves (28%). Segunda, a grande quantidade de candidatos novos e competitivos, tais como João Fernando Coutinho, Tadeu Alencar, Felipe Carreras, Marinaldo Rosendo, Betinho Gomes, Daniel Coelho, Guilherme Coelho, João da Costa, Mozart Sales, Raul Jungmann, Luciano Bivar, Carlos Geraldo, Adalberto Cavalcanti, Ricardo Teobaldo, Zeca Cavalcanti, Dilson Peixoto, Isabella de Roldão e Fernando Monteiro. São 18 candidatos com chance real de ganhar a eleição, o que pode marcar a nossa bancada com uma taxa de renovação como nunca se viu.

Ibope aponta Câmara com 39% e Armando 35%


Por Claudio Santos

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (23) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Pernambuco:
 

Paulo Câmara (PSB): 39%
Armando Monteiro (PTB): 35%
Zé Gomes (PSOL): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Miguel Anacleto (PCB): 0%
Pantaleão (PCO): 0%
Brancos e nulos: 10%
Não souberam responder: 15%

No levantamento anterior do instituto, divulgado em 16 de setembro, Paulo Câmara aparecia com 38% e Armando Monteiro, com 32%. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a quarta do Ibope após o registro das candidaturas.
Segundo turno 
O Ibope fez uma simulação de segundo turno entre Paulo Câmara e Armando Monteiro. Os resultados são os seguintes:
Paulo Câmara (PSB): 39%
Armando Monteiro (PTB): 36%
Brancos e nulos: 10%
Não souberam responder: 15%

Realizada entre os dias 20 e 22 de setembro, a pesquisa contou com 2.002 entrevistas em 82 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00029/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00752/2014. 
Rejeição 
O Ibope também pesquisou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Confira abaixo:
 Pantaleão (PCO): 26%
 Zé Gomes (PSOL): 24%
 Jair Pedro (PSTU): 22%
 Miguel Anacleto (PCB): 20%
 Armando Monteiro (PTB): 19%
 Paulo Câmara (PSB): 14%
 Poderia votar em todos: 12%
 Não sabe ou não respondeu: 26%


Do G1

Dilma sobe 2% e Marina cai 1% no IBOPE desta terça, 2


Por Claudio Santos

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (23) mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) permanece na liderança da corrida presidencial, com 38% das intenções de voto. A ex-senadora Marina Silva (PSB) aparece em segundo lugar, com 29%. O senador Aécio Neves (PSDB) é o terceiro colocado, com 19%.
Os outros candidatos somam apenas 2%. A proporção de eleitores dispostos a votar em branco ou anular é de 7%, e a de indecisos é de 5%.
Na última pesquisa Ibope, divulgada na terça passada (16), Dilma tinha 36%; Marina, 30%; e Aécio, 19%. Ou seja, a presidente oscilou dois pontos para cima, a candidata do PSB oscilou um ponto para baixo e o tucano se manteve estável. As variações das duas primeiras estão dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.
O resultado de hoje confirma a tendência de realização de segundo turno já que a primeira colocada não tem mais do que a soma dos demais candidatos. No confronto entre Dilma e Marina simulado pelo Ibope, a petista e a ex-senadora estão empatadas, com 41%. Contra Aécio, a petista venceria por 46% a 35%.
O Ibope também mediu a avaliação do governo Dilma. A proporção de eleitores que consideram a gestão ótima ou boa passou de 37% para 39%. A parcela que avalia a administração como regular se manteve em 33%. E a fatia dos que entendem que o governo é ruim ou péssimo ficou estável em 28%.

Senado: Ibope mostra João com 34% e Fernando 28%


Por Claudio Santos

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (23) aponta que o candidato João Paulo (PT) tem 34% das intenções de voto para o Senado. Na sequência, o socialista Fernando Bezerra Coelho (PSB) aparece com 28%. Simone Fontana (PSTU) tem 2%. Já Albanise Pires (PSOL) e Oxis (PCB) aparecem com 1% cada.
Os que não souberam responder somam 21% e aqueles que declaram voto branco ou nulo são 14%.
No levantamento anterior do instituto, divulgado em 16 de setembro, João Paulo aparecia com 32% e Fernando Bezerra Coelho, com 27%. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a quarta pesquisa do Ibope após o registro das candidaturas.
 Veja os números do Ibope:
 João Paulo (PT) - 34% das intenções de voto
 Fernando Bezerra Coelho (PSB) - 28%
 Simone Fontana (PSTU) - 2%
 Albanise Pires (PSOL) - 1%
 Oxis (PCB) - 1%
 Brancos e nulos - 14%
 Não sabe ou não respondeu - 21%

Realizada entre os dias 20 e 22 de setembro, a pesquisa contou com 2.002 entrevistas em 82 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.
O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00029/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00752/2014.

terça-feira, 3 de junho de 2014

“PROS vai apoiar Paulo Câmara”

Por Claudio Santos

Com 20 deputados federais, o PROS poderia ser o segundo maior partido na aliança encabeçada pelo senador Armando Monteiro Neto. Isso levando em conta as bancadas do PT (88), do PTB (17), do PDT (18) e PRB (9). O PROS teria a oferecer 50% do tempo de televisão do PP, que conta com 40 deputados federais. Mas o secretário-geral e membro da executiva nacional do PROS, Gilson Lima, garante: “Estamos com o martelo batido e, na majoritária, o PROS vai apoiar Paulo Câmara”. Ele informa ainda que a solução já foi acordada com o presidente estadual da sigla, José Augusto Maia. “Conseguimos a liberação a nível estadual com o presidente”, assegura Gilson. O detalhe é que o PROS forma um bloco, na Câmara Federal, com o PP, dirigido, em Pernambuco, pelo deputado federal Eduardo da Fonte. E a tendência é que os dois caminhem juntos. “Vamos caminhar com Eduardo da Fonte na proporcional e, na majoritária com Paulo Câmara”, acrescenta o secretário do PROS em Pernambuco.

Ibope: analistas apontam dificuldades para Câmara


Por Claudio Santos

A diferença de 35 pontos percentuais entre o senador Armando Monteiro Neto (PTB) e o socialista Paulo Câmara na pesquisa divulgada nesta segunda (2) pelo Ibope sobre a corrida sucessória em Pernambuco é vista como natural e sintomática por especialistas consultados pelo Blog da Folha. O cientista político Hely Ferreira frisa que a ausência da maior liderança da Frente Popular, o ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB), na pré-campanha de seu correligionário tem pesado no desempenho do ex-secretário.  Já o professor Juliano Domingues, jornalista e cientista político, crava que a limitações impostas pela legislação eleitoral contribuem para que o petebista siga como o único postulante conhecido da maioria do eleitorado. Portanto, uma aposta mais fácil de ser feita no momento de indicar a intenção de voto.

“É natural o resultado da pesquisa do Ibope. O senador Armando Monteiro Neto é uma figura mais conhecida, que tem bom trânsito em todo o estado. O eleitor já o reconhece. Agora, é preciso fazer a ressalva de que o ex-governador Eduardo Campos, por conta de sua candidatura presidencial, está ausente. Isso é determinante porque Paulo Câmara precisa desse apoio e não o tem”, destacou Hely Ferreira.

“A situação do candidato do PSB, Paulo Câmara, é especialmente complicada, não só pelos números em si, mas também por uma circunstância específica: a campanha, na prática, será mais curta do que o normal, por conta da Copa do Mundo. Os candidatos terão que disputar a atenção do eleitor com o futebol. E entre futebol e política, provavelmente o eleitor ficará com a Copa do Mundo”, frisa Juliano Domingues.

O professor e jornalista também ressalta que o fator rejeição também tem que ser avaliado para uma análise mais aprofundada da pesquisa Ibope. O levantamento apontou que 9% dos entrevistados não votariam de forma alguma no petebista, enquanto 17% se posicionaram da mesma forma com o socialista. O que, para Juliano Domingues, deixa a situação ainda mais favorável para o senador Armando Monteiro Neto.

“Os números apresentam um cenário extremamente confortável para o senador Armando Monteiro. Além de possuir o maior percentual de intenções de voto, o pré-candidato dispõe de uma ampla vantagem em relação aos demais concorrentes. Some-se a isso o baixo índice de rejeição do petebista”, afirmou o especialista.


Do Blog da Folha

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Zezé se irrita com comparações de namorada com Zilu, é criticado, e bloqueia fãs

zeze graciele Zezé se irrita com comparações de namorada com Zilu, é criticado, e bloqueia fãs
Zezé e a namorada Graciele (Foto: Reprodução/Instagram)
Port Cláudio Santos
Agora que Graciele (a ex-dançarina que Zezé demorou anos para assumir) está mais exposta publicamente, as pessoas começaram a dar suas opiniões. Depois que Zilu apareceu com outro, o cantor resolveu dizer a todos que a moça é sua namorada.
E meio mundo está dizendo que Graciele é a cara de Zilu.
Irritado com as comparações, Zezé está bloqueando um monte de fãs nas redes sociais, principalmente no Instagram.
E qual é o problema disso, hein? O sertanejo ficou casado durante anos com ela e ainda tiveram filhos. Agora fica com frescura?
Fora isso, as pessoas estão indignadas com a notícia de que Zezé teria dito em entrevista a uma rádio que mulher feia tem de ser traída. Totalmente desnecessário, né? E deselegante...
Ele está sendo supercriticado. E também está bloqueando quem defende Zilu, acredita? Os seguidores do sertanejo estão chateados e reclamando muito. Tadinhos.

Exército e PF terão 6.000 homens em SP durante Copa

Por Cláudio Santos
Pelo menos 6.000 homens das Forças Armadas, PF (Polícia Federal) e Polícia Rodoviária Federal estarão em São Paulo para a Copa do Mundo, segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Do total, 4.000 serão do Exército. De acordo com Cardozo, que na manhã desta segunda-feira (2), esteve reunido com Fernando Grella, secretário estadual de Segurança Pública, e outras autoridades das Polícias Militar e Federal.
A reunião foi realizada após o governador Geraldo Alckmin (PSDB) aceitar a oferta de segurança do governo federal.
Segundo Cardozo, o Exército será "suplementar" aos órgãos de segurança pública do Estado e será usado apenas se Alckmin solicitar ao governo federal em caso de urgência.

"Acredito que tenhamos no Estado de São Paulo uma grande integração. Teremos um excelente padrão de segurança na abertura da Copa do Mundo e em todos os jogos aqui de São Paulo", afirmou o ministro. Cardozo acredita que isso não será necessário.
De acordo com o general José Carlos de Nardi, chefe do Estado Maior das Forças Armadas, os homens do Exército atuarão em quatro setores: hotéis, aeroportos, centros de treinamentos das delegações e nas rotas protocolares. Está descartada a ação das Força Armadas em manifestações.

— Eles estarão em pontos estratégicos, principalmente no que toca em segurança VIP.

A tradicional Festa das Marocas 2014 em Belo Jaridm será entre os dias 27 e 30 de junho


Por Cláudio Santos
A Secretaria de Turismo, Cultura e Eventos convoca todos os interessados em colocar barracas de lanche ou bebidas na Festa das Marocas 2014. Os interessados têm entre 3 e 6 de junho para se dirigir até a Secretaria a fim de realizar o seu cadastro. A Secretaria de Turismo, Cultura e Eventos está localizada à Rua Coronel Antônio Marinho, nº260, bairro Boa Vista – Próximo ao SAMU. 

Armando lidera com 43%; Câmara tem 8%

















Por Cláudio Santos
Pesquisa do Ibope encomendada pelo diretório nacional do PTB e divulgada hoje na Folha de Pernambuco aponta o candidato a governador pela oposição, Armando Monteiro, na dianteira com 43% das intenções de voto contra 8% do socialista Paulo Câmara, apoiado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB).
Jair Pedro (PSTU) apareceu com apenas 2% e José Gomes Neto (PSOL) tem também 2%.Brancos e nulos somam 22% e os que não responderam ou disseram que não sabiam 22%.
No Recife e Região Metropolitana, Armando é o preferido de 38% dos eleitores, contra 9% de Paulo. No interior, Armando alcança 47% e Paulo 8%.
O Ibope ouviu as pessoas também sobre o peso dos apoios e pergunta o seguinte: se os candidatos forem Armando Monteiro, com apoio de Lula e Dilma, e Paulo Câmara, com apoio de Eduardo Campos e Mariana Silva, em quem votaria?
Neste caso, Armando sobe para 53% e o candidato do PSB, 21%. O levantamento mostra ainda que Armando é menos rejeitado entre todos os pré-candidatos. Ele tem apenas 9% contra 17% de Paulo Câmara.
Quanto àconfiança do eleitorado em relação a quem vai ganhar a disputa. A pergunta é: “Independente de sua intenção de voto, na sua opinião quem será o próximo governador de Pernambuco?”
Armando aparece com 46% das intenções de voto e Paulo com 10%. No Recife, o resultado é 45% a 12%; na periferia (demais municípios da metropolitana), fica 41% a 8%; e, no interior, 48% a 11%.
Na disputa para o Senado, João Paulo (PT) tem 40% das intenções de voto contra 18% de Fernando Bezerra (PSB). Na divisão por regiões, João Paulo venceria Bezerra inclusive no interior. No Recife, João tem 47% e Fernando 14%. Na área metropolitana, dá 53% a 9%. E no interior, João chega a 32% contra 24% de Fernando.
Em relação à disputa presidencial, Eduardo e Dilma aparecem empatados no Estado: 40% e 39%, respectivamente, enquanto o tucano Aécio Neves aparece com apenas 3% e o Pastor Everaldo 2%. Brancos e nulos somam 9% e indecisos 6%.
O Ibope ouviu 1.008 eleitores de todas as regiões de Pernambuco, entre os dias 26 e 29 de maio.

Aécio promete mandato com tolerância zero à inflação


























Por Cláudio Santos

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, disse nesta segunda-feira (2) que a inflação, em sua eventual gestão, vai ser tratada com tolerância zero. "O centro da meta é que vamos buscar e não o teto. No primeiro ano podemos estreitar as bandas, que hoje são excessivamente largas", afirmou o tucano, ao acrescentar que outras medidas a serem adotadas são previsibilidade e regras claras.

Com relação ao etanol, o mineiro disse que é preciso ter metas para a matriz de combustível. "É importante para darmos segurança aos que investiram neste setor e viram isso se perder".

Ao falar do Ministério das Relações Exteriores, Aécio criticou o aparelhamento que ocorre no setor e em outros e se disse preocupado com as propostas de controle dos meios de comunicação em estudo pelo Partido dos Trabalhadores. "Controle dos meios de comunicação é censura. A liberdade de imprensa é o maior valor numa sociedade democrática. E me preocupo porque este controle poderá ocorrer em outras áreas".

Reforma ministerial - Aécio adiantou que pretende reduzir pela metade o número de ministérios, caso seja eleito. "Criarei uma única secretaria para simplificar a questão tributária", disse. Segundo ele, a primeira questão a resgatar são as agências reguladoras, profissionalizando-as. "As agências entraram na cota política, com baixa qualificação".

De acordo com o pré-candidato, o próximo presidente vai herdar inflação alta, crescimento baixo e perda de credibilidade. O custo do intervencionismo absurdo e equivocado (em energia), disse o tucano, vai ser pago pela população como um todo.

Ainda segundo o presidenciável, infelizmente o Brasil não planejou os investimentos de sua matriz energética. "Nos preocupa a incapacidade do governo, que trouxe consequências perversas à Petrobras".

Na visão dele, o governo de Dilma Rousseff (PT) também não teve capacidade para gerir o setor do agronegócio. O Produto Interno Bruto (PIB), disse, só não foi mais vexatório porque ninguém é mais produtivo que o Brasil no agronegócio. "O governo trata de forma pouco amistosa o capital privado".


Fonte: Magno Martins

terça-feira, 27 de maio de 2014

Eduardo promete se eleito reduzir ministérios pela metade.


Por Cláudio Santos
 
Seis meses após ter anunciado o corte surpresa de secretárias do governo do Estado, durante o Programa do Jô, o presidenciável Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco, prometeu, no Programa Roda Viva, da TV Cultura, que cortaria metade dos ministérios se eleito. No entanto, semelhante às declarações feitas em novembro de 2013, ele não expôs quais pastas seriam dispensáveis em sua gestão.

Quando questionado pelos jornalistas quais dos 39 ministérios ele iria fechar, o pré-candidato tergiversou e limitou-se a responder que iria reduzir a metade a quantidade de pastas.

“Estamos fechando o programa de governo até junho, mas você discutir a forma antes de discutir o conteúdo seria um equívoco”, grifou.

Apesar de reconhecer a importância da pesca para um País como o Brasil que tem 8 mil quilômetros de sua área banhada pelo mar, o presidenciável sinalizou que o Ministério da Pesca seria um dos cortados.

“Tem ministérios que são, historicamente, consolidados e não estão funcionando, imagina os que foram criados e não tem estrutura, não tem orçamento, é só a grife de quem tem ministério”, criticou. “Tem um ministro, um cartão de visita, mas não tem política que chegue à população”, acrescentou.

Ao classificar como “demais” as 39 pastas do governo federal, o ex-governador finalizou o questionamento afirmando que só poderá dizer quais ministérios ficariam de fora quando concluir o programa de governo, em junho.

“Se eu dissesse aqui agora eu estaria falando uma frase de efeito, marqueteira, e não estaria sendo responsável com a consciência de alguém que já geriu a coisa pública, que valoriza a gestão”, pontuou o presidenciável, que disse ter dispensado a presença de marqueteiros durante a campanha.

Informa o Blog deJamildo